Projeto CANSEI Por Larissa Isis

17:38:00

É muito bom saber que existe no mundo gente como a Fotógrafa Larissa Isis: que se cansa mas ao invés de só reclamar, toma alguma ação. E foi assim que surgiu o CANSEI, projeto que tem como objetivo mostrar palavras e situações que nós negras e mulheres não gostamos, e vamos falar porque pode ser quem ninguém avisou.

"Andamos cansados e o cansaço não é físico.
Estamos cansados de tantas coisas...
Cansamos de norte a sul, acredite, cansamos por todo o Brasil...

Desta forma, comecei a retratar o cansaço de algumas pessoas daqui do Vale do Paraíba, pra ser mais exata: São José dos Campos, SP, cidade onde moro. E seguirei ouvindo todos e compartilhando os cansaços, por onde eu for.

O objetivo do projeto é mostrar que estamos cansados de algumas coisas que talvez você não enxergue!" (Palavras da Larissa Isis em seu blog, o POR LARISSA ISIS, clique e conheça o trabalho lindo que ela faz para valorizar a beleza negra).

As legendas das fotos foram retiradas do blog da Lari e todas as fotos são de autoria dela. Você pode achar pesado o que estamos dizendo, e é realmente essa sensação que sentimos quando ouvimos essas coisas.

Natália Nascimento disse: " - Cansei de ver injustiças com nós negros, pessoas que falam mal do nosso cabelo, nossa roupa, peso..." 

 (Foto: Bruna Moraes)

Larissa Isis disse: "- As pessoas tem um certo receio em usar a palavra NEGRA quando vão se referir ao meu tom de pele. Acredite em mim, você me chateia mais ao me chamar de morena. Eu SOU NEGRA. Você não me ofende ao dizer isso."

Elaine disse: "- Trabalho com cabelo e sempre estou mudando o meu. As pessoas dizem que eu não arrumo meu cabelo. Dizem que sou diferente. Não sou diferente só porque não estou dentro dos padrões que a mídia impõe.

Janaína Melo disse: "- As pessoas dizem que meu cabelo é ruim. Se eu não tivesse certeza que meu cabelo é bom e lindo, eu acreditaria de verdade que ele é ruim."

Eloisa Helena disse: "- Historicamente, graças ao preconceito, a imagem do negro está ligada à sujeira. As pessoas nos vêem de trança e pergunta se dá pra lavar. É claro que dá!"

Amanda e Aline Martinet disseram: "- Passamos por transição capilar e após isso o que mais escutamos é: porquê nao alisa o cabelo? Fica mais bonito!"


 Gisele Fernanda


 Joyce disse: " - Logo que começei a usar o cabelo black power, eu me senti um E.T.(extraterrestre) devido aos olhares e cochichos das pessoas."

 Ana Naves disse: "- Quando cheguei na adolescência, comecei a usar henê. Minha mãe não aprovava, sempre me dizia que meu cabelo crespo era bonito. Fiz isso até ano passado, quando resolvi assumir meu pixain (agora com 51 anos) e estou amando. Pena que minha mãe não está mais aqui para ver, ela iria se orgulhar."

 Luana Naves: " - As pessoas podem até ver beleza em você, desde que você esteja dentro do padrão, ou seja, você até pode ser bonita mas se não tiver um corpo dentro do padrão, não adianta."

 Ingrid disse: "- Sou filha de pais negros. Muitas vezes conversando com alguma pessoa branca ela diz:  - Mas vc é morena, morena clara ou moreninha! .. Eu sou negra sim, tenho cabelo crespo sim e só pra deixar claro: MORENA É UM PESSOA BRANCA COM CABELOS PRETOS."

Loo Nascimento disse: " - Eu realmente estou cansada. Exótico não é sinônimo de beleza e eu sou maravilhosa!"

 Krys disse: " - Cansei de derrubar tabus. Causo tombamentos em pessoas preconceituosas que se incomodam com meu jeito de vestir, o modo como penteio meu cabelo ou uso meu turbante."

 Camila Camisqui disse: "Gostar de coisas diferentes, tipos de roupa, músicas, lugares não te faz diferente e nem exótico".

Tássia Reis disse: "- Odeio quando as pessoas querem elogiar nossa beleza(negra) e ao invés de simplesmente nos chamar de linda/maravilhosa/bonita ou qualquer coisa que seja de fato um elogio, fazem menção a mestiçagem dizendo que temos traços finos ou dizem que a gente é diferente e exótica. NÃO...! Exótico é esquisito, estranho. As pessoas precisam vencer esses maus hábitos racistas."

 Daniele da Mata disse: " - A diversidade de tons de pele no Brasil é imensa e mesmo com toda nossa miscigenação, a indústria de cosméticos insiste em oferecer um tom de base para pele negra. Está acontecendo uma evolução mas há muito a melhorar ainda."
(Daniele é maquiadora especializada em maquiagem em pele negra)

 
Ariadna da Mata disse:  "- Queremos bonecas negras e não encontramos! A impressão que dá é que até para bonecas, existe uma cota a ser preenchida".
(Ariadna é proprietária da marca Negrita Arteira - produção de bonecas negras)


Acompanhe a Larissa nas redes sociais:
Site: www.porlarissaisis.com
Instagram: @larisis

Beijos!

Você também pode gostar de...

1 comentários